Pular para o conteúdo principal

DERRUBANDO MURALHAS

Texto-base: Josué 6.10               

Devemos, por meio da obediência as Senhor, estar pronto a derrubar as muralhas que se levantam contra a sua vida.

Nenhum general deste mundo tomaria a atitude do comandante Josué, pois sua estratégia foi dada por orientação divina. Todo aquele que seguir as instruções celestes logrará sucesso. Se os israelitas tivessem dado ouvidos à orientação do homem, até poderiam ter tomado a cidade de Jericó, mas teria custado muitas vidas, porém, como seguiram a ordenança do Senhor, não houve perda de nenhum deles.

Porém ao povo Josué tinha dado ordem, dizendo: Não gritareis, nem fareis ouvir a vossa voz, nem sairá palavra alguma da vossa boca, até ao dia em que eu vos diga: Gritai! Então, gritareis. Josué 6.10

OBEDEÇA INCONDICIONALMENTE A DEUS

Jamais deveremos questionar um servo do Senhor quando ele está sendo usado por Deus. Jericó se achava invencível, mas Josué sabia ouvir a voz do Altíssimo. Prova disso é que o Senhor proibiu Seu povo de sequer dar uma palavra, pois esse deveria unicamente confiar unicamente nas orientações reveladas ao homem de Deus. Então as ordens divinas foram cumpridas à risca, e, conseqüentemente, as muralhas caíram por terra.

Josué, o comandante do povo do Senhor, usou uma estratégia que nenhum general do mundo usaria para tomar uma cidade sem que perdesse parte de seu efetivo, os filhos de Israel não perderam ninguém e, em poucas horas, acabaram com a fortaleza do inimigo. O mesmo acontece conosco: quem obedece às direções divinas vê o Senhor derrubando as muralhas.

NÃO DUVIDE DO PODER DE DEUS

Convencer todos a se calarem deve ter sido a parte mais difícil, mas era necessário. Nós também sempre temos de calar os argumentos da razão humana e apóia-nos somente no que nos é dito pela Palavra. Naquele episódio especial, a obediência fez com que o poder de Deus sacudisse as largas muralhas daquela cidade e elas ruíssem.

Não deve ter sido fácil fazer aquela multidão de israelitas obedecerem às ordens do Todo-Poderoso. Quando, no culto, consigo fazer com que os irmãos dêem ouvidos ao que o Senhor diz, muitos milagres são operados. No entanto, questionar a direção que um servo fiel recebeu não é bom. As considerações do homem atrapalham a execução do plano de Deus (Is 55.8) Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor. Por isso, quando agimos por fé, não devemos fazer comentário algum (2 Co 5.7) visto que andamos por fé e não pelo que vemos, mas tão somente seguir as orientações do Céu, pois obediência traz vitória!

Conclusão

Não importa o número de muralhas que estão barrando seu progresso, nem a espessura delas. Ouça o que a Palavra lhe diz e siga em frente – não retirando nem acrescentando coisa alguma ao que o Senhor afirma -, pois Jesus disse que as portas do inferno não prevalecerão contra a Sua Igreja (Mt 16.18) Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

Então, seja valente e ouse acreditar no que lhe é revelado, não comparando o conhecimento do homem com o do Senhor, pois o nosso Deus é superior em tudo.

R.R.Soares

Em Cristo 

Marcos Ferreira

29/10/2012

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O GRITO QUE PAROU JESUS

Havia um homem interessante que andava sempre de bermudas, chinelos, com a barba crescida, e com os cabelos desalinhados! Ele parecia mesmo como um “doidão varrido”, precisava ver só! Era uma figura! O que ele fazia? Ele, simplesmente gritava e gargalhava! Ele parecia que não parava para comer! Era pelas manhãs, às vezes pelas tardes, noites, e também pelas madrugadas da vida! Ele incomodava, viu? Um grito primeiro e, depois, outro grito, complementando o primeiro e era assim que ele fazia: Primeiro: -“ Eu vou dar um grito, aqui, heim!” Segundo: - “Não faz isso, não!” Depois, soltava uma gargalhada gostosa: “Quá - Quá - Quá - Quá – Quá!” Andava, um pouco mais, e explodia outra! Mas, a bem da verdade, aquele era um GRITO INÚTIL! Era um grito incômodo, como o de Bartimeu. Ele estava gritando, ainda que de forma ERRÔNEA, mas gritava a dor do “eu” sozinho, da carência afetiva que, certamente, lhe faltava , ou a dor da incompreensão, da falta de seus parentes ou amigos, a dor dos incomodados que quer…

CADÊ A ALIANÇA DO CORAÇÃO?

— E aí, tudo bem? — pergunto. — Ah, mais ou menos — ela responde. Já vejo na resposta que ela precisa e quer desabafar. Vou perguntando, até que ela desabafa... — Olha, eu recebo as coisas que eu quero, mas minha vida não muda. Eu vou à igreja, oro por minha família e por minha vida financeira, vejo resultados, mas ainda falta algo. Acabei de chegar de uma reunião abençoada em uma de nossas igrejas e, ao fim, estava conversando com essa senhora e resolvi escrever sobre o episódio. Enquanto ela falava, eu prestava atenção olhando para a aliança em meu dedo e foi quando as palavras me vieram: - A senhora está vendo essa aliança? Sabe o que ela significa?
Ela me olhou espantada, deve ter pensado que eu era uma louca, pois não tinha nada a ver com o assunto, mas agora toda sua atenção era minha. Meu marido estava no altar aconselhando, eu apontei para ele e disse: — Quando me casei com ele, eu me comprometi a cuidar dele, ser fiel, ser companheira, fazê-lo feliz e amá-lo de todo coração. …

3. A BÊNÇÃO DE OFERTAR

Devemos entender a benção de ser um ofertante.
Tudo que for semeado produzirá. Quem plantar pouco colherá pouco. Mas aquele que for generoso no ofertar ceifará de modo abundante, pois agrada a Deis. Dessa forma, o poder do Altíssimo operará com liberalidade em seu viver. Pela declaração do apostolo, para quem semeia com mãos fartas, o retorno será na mesma proporção. (2 Coríntios 9.6) Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente.

OFERTA É SINAL DE OBEDIÊNCIA
Nessa passagem, Paulo discorreu mais sobre o ato de ofertar. Sem duvida, Deus não age com ganância – mas com amor – quando nos toca a fim de que contribuamos com certa oferta. É o seu amor paterno que nos fala ao coração a quantia exata a ser doada, e ela não fará falta; ao contrario, trará um retorno abundante.
Quem pouco semeia também colhe pouco, pois essa colheita vem sem a abundância referida na Palavra. Por outro lado, aquele que não é regrado no dar e ofer…