Pular para o conteúdo principal

51. CONFIANDO EM DEUS



Texto-base: Genesis 15.6
Objetivo geral: Consagração

Propósito específico: Devemos confiar em Deus, incondicionalmente, para obter a certeza da vitória sobre todas as lutas.

INTRODUÇÃO

Há quatro mil anos, Abraão depositou sua confiança no Senhor. Era uma situação desafiadora deixar a sua terra e partir para um lugar que lhe seria mostrado depois. Ele andou como peregrino aqui na terra e nunca encontrou a cidade cujo artífice e construtor fosse o próprio Deus. No entanto, sempre O teve ao seu lado e, hoje, na glória, desfruta das delícias celestiais. Se tivesse optado por não considerar a chamada divina, como estaria ele?

E creu ele no SENHOR, e foi-lhe imputado isto por justiça. Genesis 15.6

QUEM CONHECE O SENHOR CONFIA NELE

O que podemos fazer de mais importante é crer em Deus. Muita coisa está implícita no ato de crer, como a declaração de que somos amigos dEle – e um verdadeiro amigo confia no outro (Tg 2.23).

Mesmo sendo amigos, nós nos colocamos como servos do Senhor, porque aceitamos Sua Palavra como soberana. Por confiarmos no Altíssimo, dizemos ao diabo que ele é mentiroso e que Deus é verdadeiro.
Por outro lado, quando não cremos no que o Pai nos diz, estamos não só fazendo uma obra má, como também declarando que Satanás está certo e que o Senhor nem sempre tem razão. O ato de crer no que o Todo-Poderoso nos declara é mais sério do que pensamos.

QUEM CONFIA EM DEUS TEM CERTEZA DA VITÓRIA

O que o nosso Deus nos diz consiste em um mandamento e sempre será um desafio, pois é algo novo para nós. Deixar de crer no que Ele nos declara é como afirmar que não confiamos nEle, o que é muito grave. Se confessarmos, explicita ou implicitamente, que não confiamos no Senhor, quando precisamos dEle, não O teremos como nossa fortaleza e nosso socorro bem presente na tribulação (Sl 46.1; Is 59.1,2).

Por outro lado, quem confia em Deus será sempre bem-sucedido. Ele, como verdadeiro Pai, só tem o melhor para os Seus e jamais colocaria algum dele em situação difícil ou ruim. Quem aceita a vontade divina prova o seu melhor. Entretanto, a reciproca também é verdadeira: quem se recusa a dar ouvido a Ele deixa o inimigo leva-lo a experimentar o pior que existe. Não queira, nem mesmo em pensamento, deixar de crer no Senhor.

CONCLUSÃO

Em qualquer situação, creia na Palavra. Seja obediente em tudo, e você terá Deus como o seu Senhor, Amigo dos seus amigos e inimigos dos seus inimigos. Ele jamais irá abandoná-lo. Quando se fizer necessário, pode confiar, pois Ele está perto para ajuda-lo. Agora mesmo, confie no Pai celeste. Creia no que você tem aprendido nas Escrituras. O que Ele lhe tem dito é a Sua vontade. Quem crer na Palavra desfrutará do melhor desta terra (Is 1.19). Seja você também um desfrutador desse melhor.


Em Cristo

Marcos Ferreira
01/10/2012
By RRSoares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O GRITO QUE PAROU JESUS

Havia um homem interessante que andava sempre de bermudas, chinelos, com a barba crescida, e com os cabelos desalinhados! Ele parecia mesmo como um “doidão varrido”, precisava ver só! Era uma figura! O que ele fazia? Ele, simplesmente gritava e gargalhava! Ele parecia que não parava para comer! Era pelas manhãs, às vezes pelas tardes, noites, e também pelas madrugadas da vida! Ele incomodava, viu? Um grito primeiro e, depois, outro grito, complementando o primeiro e era assim que ele fazia: Primeiro: -“ Eu vou dar um grito, aqui, heim!” Segundo: - “Não faz isso, não!” Depois, soltava uma gargalhada gostosa: “Quá - Quá - Quá - Quá – Quá!” Andava, um pouco mais, e explodia outra! Mas, a bem da verdade, aquele era um GRITO INÚTIL! Era um grito incômodo, como o de Bartimeu. Ele estava gritando, ainda que de forma ERRÔNEA, mas gritava a dor do “eu” sozinho, da carência afetiva que, certamente, lhe faltava , ou a dor da incompreensão, da falta de seus parentes ou amigos, a dor dos incomodados que quer…

CADÊ A ALIANÇA DO CORAÇÃO?

— E aí, tudo bem? — pergunto. — Ah, mais ou menos — ela responde. Já vejo na resposta que ela precisa e quer desabafar. Vou perguntando, até que ela desabafa... — Olha, eu recebo as coisas que eu quero, mas minha vida não muda. Eu vou à igreja, oro por minha família e por minha vida financeira, vejo resultados, mas ainda falta algo. Acabei de chegar de uma reunião abençoada em uma de nossas igrejas e, ao fim, estava conversando com essa senhora e resolvi escrever sobre o episódio. Enquanto ela falava, eu prestava atenção olhando para a aliança em meu dedo e foi quando as palavras me vieram: - A senhora está vendo essa aliança? Sabe o que ela significa?
Ela me olhou espantada, deve ter pensado que eu era uma louca, pois não tinha nada a ver com o assunto, mas agora toda sua atenção era minha. Meu marido estava no altar aconselhando, eu apontei para ele e disse: — Quando me casei com ele, eu me comprometi a cuidar dele, ser fiel, ser companheira, fazê-lo feliz e amá-lo de todo coração. …

TRANSFERÊNCIA DE RIQUEZA

A Palavra de Deus diz: "Cantem de alegria, e seja feliz, que favorecem a minha causa justa" (Salmo 35:27). Isso significa que, aqueles que apóiam o Evangelho, fala aqui como Seu "causa justa", vai gritar de alegria e ser feliz! Estamos vendo gloriosas vitórias na terra hoje como o Evangelho está sendo pregado para as nações do mundo, e milhões de pessoas estão vindo para o reino.Esse versículo continua: "Sim, diga-se continuamente, que o Senhor seja ampliada, que tem prazer na prosperidade do seu servo." É vontade de Deus que você prosperar!Na verdade, a Palavra de Deus explica que estamos entrando em um momento em que veremos uma transferência de riqueza gloriosa para a pregação do Evangelho, para o financiamento da colheita do fim dos tempos. O dia virá em que a riqueza do pecador será dada aos justos: "O homem de bem deixa uma herança aos filhos de seus filhos: ea riqueza do pecador é depositada para o justo" (Provérbios 13:22).Já ho…