Pular para o conteúdo principal

ENFRENTANDO DEMÔNIOS

Atos 19.15. Você deve estar pronto para enfrentar os demônios que se levantem contra sua vida.

Quem brinca com os assuntos relacionados a Deus não é bem-sucedido. Os filhos de Ceva, um sumo sacerdote, julgaram que o ministério cristão fosse brincadeira e, por causa disso, foram envergonhados e humilhados. Consagre-se ao Senhor, o demônio também dirá que sabe quem você é. Quem vive no erro não pode expulsar o autor do erro, mas quem é de Jesus é superior a todo mal.
Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus e bem sei quem é Paulo; mas vós, quem sois¿

NÃO BRINQUE COM COISAS SAGRADAS
ü Um dos grandes erros é brincar com os assuntos espirituais. Muitas pessoas, por não serem de Deus, desafiam os poderes das trevas e pagaram um preço caro. Já quem é do Senhor, estando firme na fé e usando o Nome de Jesus, pode resistir ao inimigo, e nada lhe acontecerá – mas só se estiver fazendo a obra divina. Ninguém deve mexer com o poder infernal a título de brincadeira ou com propósitos escusos.
ü As conseqüências são graves para aqueles que brincam com o poder do Altíssimo ou fazem gracejos com a obra divina (Gl 6.7; Hb 10.31). Os filhos de Ceva viram o apóstolo Paulo usar o poder de Deus e acharam que isso era como mágica. Eles tinham propósitos bem diferentes daquele a quem o Senhor dá a capacidade para amarrar e expulsar as forças das trevas. Resultado: foram envergonhados e humilhados. 
CONSAGRE SUA VIDA AO SENHOR DIARIAMENTE
ü Já presenciei homens de Deus serem envergonhados por estarem em pecado quando tentaram expelir demônios. Ora, a pessoa, para ser usada pelo Senhor, deve ser dEle e estar em comunhão com Ele. Se o cristão peca e não se arrepende, fica  na mão do inimigo. De fato, a Palavra declara que aquele a quem se obedece se torna servo dele (Rm 6.16).
ü Se você já é salvo, não precisa ter receio de enfrentar os poderes malignos e mandá-los sair. Eles sabem quem é de Deus ou não, o demônio, seja ele quem for, respeitará todo aquele que é do Pai celeste. Não havendo nada que nos separe do Senhor, somos um só Espírito com Ele e ao usarmos Seu Nome, é como se o próprio Deus estivesse expelindo aquele espírito maligno (Lc 10.19; Jo 15.1-7).
ü Como pode alguém expulsar aquele que o mantém no erro¿ O Senhor honrará quem não O honra¿ Não permita que o diabo o convença de que, no seu caso, aquele pecado não é pecado. Uma cobra será cobra, que esteja em seu habitat ou em uma mansão luxuosa.

ü  Ter aceitado Cristo como Salvador e Senhor é a condição básica para ser de Deus. O novo nascimento nos recria para uma vida de sucesso completo. Portanto, se você anda com Cristo, não deve temer os desafios que surgem, pois, agindo assim, não há condenação para você (Jo 5.24).
R.R.Soares
Em Cristo
Marcos Ferreira

Comentários

Renuncia e Fogo disse…
Muito bom!!! Deus o abençoe amigo!

Postagens mais visitadas deste blog

O GRITO QUE PAROU JESUS

Havia um homem interessante que andava sempre de bermudas, chinelos, com a barba crescida, e com os cabelos desalinhados! Ele parecia mesmo como um “doidão varrido”, precisava ver só! Era uma figura! O que ele fazia? Ele, simplesmente gritava e gargalhava! Ele parecia que não parava para comer! Era pelas manhãs, às vezes pelas tardes, noites, e também pelas madrugadas da vida! Ele incomodava, viu? Um grito primeiro e, depois, outro grito, complementando o primeiro e era assim que ele fazia: Primeiro: -“ Eu vou dar um grito, aqui, heim!” Segundo: - “Não faz isso, não!” Depois, soltava uma gargalhada gostosa: “Quá - Quá - Quá - Quá – Quá!” Andava, um pouco mais, e explodia outra! Mas, a bem da verdade, aquele era um GRITO INÚTIL! Era um grito incômodo, como o de Bartimeu. Ele estava gritando, ainda que de forma ERRÔNEA, mas gritava a dor do “eu” sozinho, da carência afetiva que, certamente, lhe faltava , ou a dor da incompreensão, da falta de seus parentes ou amigos, a dor dos incomodados que quer…

CADÊ A ALIANÇA DO CORAÇÃO?

— E aí, tudo bem? — pergunto. — Ah, mais ou menos — ela responde. Já vejo na resposta que ela precisa e quer desabafar. Vou perguntando, até que ela desabafa... — Olha, eu recebo as coisas que eu quero, mas minha vida não muda. Eu vou à igreja, oro por minha família e por minha vida financeira, vejo resultados, mas ainda falta algo. Acabei de chegar de uma reunião abençoada em uma de nossas igrejas e, ao fim, estava conversando com essa senhora e resolvi escrever sobre o episódio. Enquanto ela falava, eu prestava atenção olhando para a aliança em meu dedo e foi quando as palavras me vieram: - A senhora está vendo essa aliança? Sabe o que ela significa?
Ela me olhou espantada, deve ter pensado que eu era uma louca, pois não tinha nada a ver com o assunto, mas agora toda sua atenção era minha. Meu marido estava no altar aconselhando, eu apontei para ele e disse: — Quando me casei com ele, eu me comprometi a cuidar dele, ser fiel, ser companheira, fazê-lo feliz e amá-lo de todo coração. …

3. A BÊNÇÃO DE OFERTAR

Devemos entender a benção de ser um ofertante.
Tudo que for semeado produzirá. Quem plantar pouco colherá pouco. Mas aquele que for generoso no ofertar ceifará de modo abundante, pois agrada a Deis. Dessa forma, o poder do Altíssimo operará com liberalidade em seu viver. Pela declaração do apostolo, para quem semeia com mãos fartas, o retorno será na mesma proporção. (2 Coríntios 9.6) Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente.

OFERTA É SINAL DE OBEDIÊNCIA
Nessa passagem, Paulo discorreu mais sobre o ato de ofertar. Sem duvida, Deus não age com ganância – mas com amor – quando nos toca a fim de que contribuamos com certa oferta. É o seu amor paterno que nos fala ao coração a quantia exata a ser doada, e ela não fará falta; ao contrario, trará um retorno abundante.
Quem pouco semeia também colhe pouco, pois essa colheita vem sem a abundância referida na Palavra. Por outro lado, aquele que não é regrado no dar e ofer…