Pular para o conteúdo principal

ESCOLHA O MELHOR E TENHA O MELHOR


Texto-base: Mateus 6.24
Objetivo geral: consagração

Propósito específico: Temos de reconhecer que Deus nos tem dado o melhor e, por isso, ele deverá agir da mesma forma para com a obra divina.

INTRODUÇÃO

Servir a Deus é o ato mais sábio e nobre que alguém pode praticar. Imagine que honra nos é concedida ao colocarmos a vida do Criador do Universo. Alguns, porém, deixam de amar ou de se dedicar ao Todo-Poderoso para servirem a Mamom, o deus mitológico das riquezas.

Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e Mamom. Mateus 6.24

DEDIQUE O SEU MELHOR PARA DEUS

Sabemos que há pessoas no mundo decididas a servirem a este deus fabricado, mas o que não podemos aceitar é o triste fato de existirem filhos do Senhor envolvendo-se nesse culto.

Há muitas funções nobres que podemos desempenhar na sociedade, e a melhor é servir ao Senhor. Mas atenção! Isso não significa que temos de nos tornar religiosos, viver na miséria ou passar a vida ajudando os necessitados. Há pessoas que nem temem a Deus e fazem isso com a maior dedicação. Servir-Lhe é atender à Sua Palavra e àquilo que Ele nos instrui a fazer.

Ele pode chamar alguém para o ministério, mas também para o mundo empresarial. Você já imaginou quanto mais poderíamos fazer em favor do Evangelho se houvesse mais pessoas financiando a exibição do nosso programa em outros países?

Os cultos são gravados exatamente como acontecem na igreja. Pois bem, quando vão para o ar, até a atmosfera espiritual presente no dia da gravação é sentida onde quer que estes sejam assistidos. Pense: uma só alma vale mais do que todo o ouro deste mundo. Quanto, então, deveríamos investir para ganha-las? É uma pena que muitos não estejam dando ouvidos ao Senhor quando o assunto é esse.

RECEBA O MELHOR DE DEUS E INVISTA NO SEU REINO

Durante esses anos de ministério, conheci muitas pessoas que chegaram falidas à igreja, e o Senhor as levantou. Infelizmente, logo se esqueceram do que Ele havia feito por elas, achando, sem modéstia, que prosperaram porque eram inteligentes, capazes ou sortudas.

Se tivessem permanecidos no primeiro amor, poderiam ter-se tornado verdadeiras potências financeiras e, assim, teriam recursos para contribuir decisivamente para a expansão da obra de Deus. Alguns compraram casas na praia, no campo ou no exterior, mas não ajuntaram para a vida eterna. Sem que se deem conta disso, esses indivíduos têm servido a Mamom.

Os que ainda não aceitaram o Senhor só pensam nos prazeres da carne e nas riquezas. Que esses sirvam a Mamom é até natural, mas é trágico que muitos filhos de Deus façam o mesmo.

CONCLUSÃO

Não deixe o inimigo leva-lo a esse engano. Seja ao Senhor nos seus dízimos e em suas ofertas, independente de ser um grande empresário ou um simples operário. Nunca saia do plano dEle para a sua vida.
Não se esqueça de que amar o Senhor é ter Seus mandamentos e guarda-los. Faça isso a cada dia, com toda a dedicação (Lc 9.23). não permita que o plano divino para seu viver seja frustrado. Escolha o melhor por toda a eternidade.

Em Cristo
Ev. Marcos Ferreira
By RRSoares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O GRITO QUE PAROU JESUS

Havia um homem interessante que andava sempre de bermudas, chinelos, com a barba crescida, e com os cabelos desalinhados! Ele parecia mesmo como um “doidão varrido”, precisava ver só! Era uma figura! O que ele fazia? Ele, simplesmente gritava e gargalhava! Ele parecia que não parava para comer! Era pelas manhãs, às vezes pelas tardes, noites, e também pelas madrugadas da vida! Ele incomodava, viu? Um grito primeiro e, depois, outro grito, complementando o primeiro e era assim que ele fazia: Primeiro: -“ Eu vou dar um grito, aqui, heim!” Segundo: - “Não faz isso, não!” Depois, soltava uma gargalhada gostosa: “Quá - Quá - Quá - Quá – Quá!” Andava, um pouco mais, e explodia outra! Mas, a bem da verdade, aquele era um GRITO INÚTIL! Era um grito incômodo, como o de Bartimeu. Ele estava gritando, ainda que de forma ERRÔNEA, mas gritava a dor do “eu” sozinho, da carência afetiva que, certamente, lhe faltava , ou a dor da incompreensão, da falta de seus parentes ou amigos, a dor dos incomodados que quer…

CADÊ A ALIANÇA DO CORAÇÃO?

— E aí, tudo bem? — pergunto. — Ah, mais ou menos — ela responde. Já vejo na resposta que ela precisa e quer desabafar. Vou perguntando, até que ela desabafa... — Olha, eu recebo as coisas que eu quero, mas minha vida não muda. Eu vou à igreja, oro por minha família e por minha vida financeira, vejo resultados, mas ainda falta algo. Acabei de chegar de uma reunião abençoada em uma de nossas igrejas e, ao fim, estava conversando com essa senhora e resolvi escrever sobre o episódio. Enquanto ela falava, eu prestava atenção olhando para a aliança em meu dedo e foi quando as palavras me vieram: - A senhora está vendo essa aliança? Sabe o que ela significa?
Ela me olhou espantada, deve ter pensado que eu era uma louca, pois não tinha nada a ver com o assunto, mas agora toda sua atenção era minha. Meu marido estava no altar aconselhando, eu apontei para ele e disse: — Quando me casei com ele, eu me comprometi a cuidar dele, ser fiel, ser companheira, fazê-lo feliz e amá-lo de todo coração. …

3. A BÊNÇÃO DE OFERTAR

Devemos entender a benção de ser um ofertante.
Tudo que for semeado produzirá. Quem plantar pouco colherá pouco. Mas aquele que for generoso no ofertar ceifará de modo abundante, pois agrada a Deis. Dessa forma, o poder do Altíssimo operará com liberalidade em seu viver. Pela declaração do apostolo, para quem semeia com mãos fartas, o retorno será na mesma proporção. (2 Coríntios 9.6) Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente.

OFERTA É SINAL DE OBEDIÊNCIA
Nessa passagem, Paulo discorreu mais sobre o ato de ofertar. Sem duvida, Deus não age com ganância – mas com amor – quando nos toca a fim de que contribuamos com certa oferta. É o seu amor paterno que nos fala ao coração a quantia exata a ser doada, e ela não fará falta; ao contrario, trará um retorno abundante.
Quem pouco semeia também colhe pouco, pois essa colheita vem sem a abundância referida na Palavra. Por outro lado, aquele que não é regrado no dar e ofer…