segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

5 PRÁTICAS DE JOHN WESLEY QUE PODEM MUDAR OS CORAÇÕES HOJE

Como sacerdote na Igreja da Inglaterra, John Wesley queria alcançar a maioria do povo britânico. O espírito de Deus criou um descontentamento tão santo no coração de Wesley que ele abandonou os modos convencionais de ministério e experimentou várias abordagens inovadoras. Para surpresa de todos/as, o reavivamento espiritual eclodiu na Inglaterra e além. Você pode se perguntar: “Se Deus poderia fazer isso, então por que não agora?”. Cinco práticas emergiram como características do movimento Metodista precoce.


1. Ser dedicado à oração

Wesley redescobriu o que a igreja de sua época tinha esquecido: a oração libera o poder de Deus. Ele chamou a oração de “os grandes meios de aproximar-se de Deus” e seguiu acreditando que a oração persistente pode ser o primeiro passo necessário para ver o mover de Deus. Ele tinha a convicção que precisava se dedicar pelo menos duas horas por dia à oração pessoal e fez da oração a marca registrada do movimento.




2. Vá aonde as pessoas estão

Wesley queria alcançar as milhares de pessoas que nunca entraram pela porta da igreja, mas com tão poucas pessoas participando dos cultos, ele foi forçado a considerar outras opções. Wesley começou a pregar ao ar livre. Multidões de três, cinco e dez mil pessoas se reuniam. Muitas delas foram tocadas pelo espírito de Deus e despertadas para seu estado espiritual. Um reavivamento na Inglaterra nasceu em grande parte porque Wesley estava disposto a levar o evangelho aonde as pessoas estavam.




3. Use a música como cultura

Cantos gregorianos em música alemã latina foram utilizados em serviços da igreja nos dias de Wesley. Embora as palavras fossem significativas, a música era uma conexão completa com as pessoas comuns. Ele não falava a língua materna das pessoas, mas, em suas viagens, Wesley descobriu que elas eram conectadas com o evangelho por meio de sua cultura nativa. Ele incentivou seu irmão Charles a colocar palavras do evangelho nas músicas populares do dia. Dessa forma, ele “atingia” os corações das pessoas.




4. Coloque todos/as em um grupo pequeno para o crescimento espiritual

Wesley percebeu que sem o encorajamento, as pessoas que participavam do movimento wesleyano, até mesmo com experiências de êxtase de Deus enquanto ele pregava, em breve poderiam esquecer o novo nascimento. Para fornecer assistência espiritual responsável, Wesley só iria pregar em pequenos grupos ou “classes”. Seu objetivo era não ver as pessoas em um único encontro com Deus, mas levá-las a uma experiência real, mudança de vida duradoura através da fé em Cristo.




5. Dê o Ministério para os/as Leigos/as

Como o movimento metodista primitivo cresceu rapidamente, Wesley logo seguiu o conselho de sua mãe, permitindo leigos/as a supervisionar as classes (grupos pequenos) e pregar nas reuniões da sociedade (grandes grupos). Quando ele lançou o desafio aos/às leigos/as, o ministério multiplicou ainda mais rápido.

Por que não agora? 

O gênesis do movimento wesleyano é encontrado nas maneiras como as pessoas estavam envolvidas; frias, indiferentes e foram transformadas em discípulas/os calorosas/os que mudaram o mundo. 

Escrito por: Roger Ross | é pastor da Primeira Igreja Metodista Unida em Springfield, Illinois.

O trecho acima é uma parte adaptada de seu livro Meet the Good people: Wesley’s 7 Ways to Share Faith (Abingdon Press, 2015). Acesse.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

A Lei do amor


A Lei do amor

Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. JOÃO 13.34

A família de Deus é a família do amor.
A lei do amor da família divina é: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós.
Como Deus nos amou? Ele nos amou porque assim merecíamos? Não. Deus nos amou quando ainda éramos pouco amáveis. Deus nos amou quando ainda éramos pe­cadores! Pense no seguinte: se Deus nos amou com tão grande amor quando ainda éramos pecadores, desagra­dáveis e Seus inimigos, Ele nos amaria menos agora que somos Seus filhos? Não, mil vezes não!
O amor é o único mandamento da família do amor. Se você amar outra pessoa, não a furtará. Se amar outra pessoa, não a matará, não cobiçará a casa que ela possui, tampouco contará mentiras a respeito dela. Logo, o amor divino é o cumpri­mento da lei.
Posto que o amor é a lei da família de Deus, um só passo fora do amor é um passo para o pecado. Se já deu semelhante passo, arrependa-se e volte a andar no amor. Para ter comu­nhão com o Pai, andar com Deus, na dimensão de Deus, e preciso caminhar no amor, porque Deus é amor.

Confissão: "Amo meu próximo como Cristo me amou. O amor é a lei que impera sobre mim. Ando no amor,por isso, tenho comunhão com meu Pai, que é amor".


sábado, 11 de fevereiro de 2017

Fruto que amadurece


Mas o fruto do Espírito é amor [...] GÁLATAS 5.22 (ARA)

Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e eu nele, este dá muito fruto [...] JOÃO 15.5

O amor é fruto do espírito humano que foi criado de novo, fruto este que é produzido por causa da vida de Cristo dentro de nós.
Visualize uma árvore frutífera. Onde crescem os frutos? Os frutos crescem nos ramos. Jesus empregou a ilustração da árvore. Quem são os ramos? Somos nós.
Como o fruto natural cresce no ramo? Recebe nutrientes do tronco - da videira - da árvore. A vida do tronco flui para os ramos. A mesma coisa acontece na dimensão espiritual. Deus é vida e amor. Sua vida e Seu amor fluem para os cristãos - os ramos.
O fruto cresce, não surge plenamente maduro. A Bíblia afirma: Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado (1 Jo 2.5). A palavra aperfeiçoado significa amadurecido. João falava a respeito de amadurecer no fruto do amor. Talvez, não existam entre nós pessoas totalmente amadurecidas no amor, mas algumas que estejam progredindo.


Confissão: "O fruto do meu espírito é o amor. Cristo é a Videira, e eu, o ramo. Permaneço em Cristo, e Ele, em mim; por isso, dou fruto. A medida que observo a Palavra de Deus, amadureço no fruto do amor. Estou progredindo".

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Nascido do amor

[...] Deus é amor. 1 JOÃO 4.8 (ARA)

[...] porquanto o amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado. ROMANOS 5.5

Quando você nasceu de novo, Deus Se tornou seu Pai. Ele é um Deus de amor. Você é filho do amor de um Deus de amor. Você nasceu de Deus, e Deus é amor; logo, nasceu do amor. A natureza de Deus está em você, e a natureza de Deus é amor.
Realmente, você não pode dizer que não tem esse amor divino, porque todos da família de Deus o têm; caso con­trário, você não está na família! E possível que não esteja exercendo o amor e seja como o homem que embrulhou o único talento que tinha em um pano e o enterrou (Mt 25.25), mas a Bíblia declara que o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo. Isso significa que o amor divino foi derramado em nosso coração, espírito e homem interior.
Romanos 5.5 não se refere ao batismo com o Espírito Santo, mas ao novo nascimento - o momento em que você nasceu do Espírito de Deus. Foi, então, que entrou o amor de Deus. Quando você nasceu espiritualmente, participou da vida e natureza de Deus.

Confissão: "Deus é amor. Nasci de Deus; logo, nasci do amor. Sou filho do amor de um Deus de amor. O amor divino é derramado em meu coração pelo Espírito Santo. Minha natureza é o amor. Para mim, é natural andar no amor".



quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Cumprindo Sua Palavra

[...] porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir. JEREMIAS 1.12

Você pode ter a certeza de que, se aceitar a Palavra de Deus e agir à altura, Ele estará velando sobre aquela Palavra para confirmá-La na sua vida. Para isso, é preciso agir pela fé na Palavra. E muito importante que você aprenda essa lição tão simples. Agir à altura da Palavra não é uma luta. Não é chorar. Não é orar. E simplesmente pôr em prática aquilo que Deus tem falado, pois isso traz resultados.
Há muitos anos, depois de eu ter passado horas lutando e orando pelas finanças e pela cura da minha família, fiquei deitado, exausto, na ampla plataforma da frente de uma igreja. Quando finalmente fiquei quieto, 0 Senhor pôde falar comigo.
"O que você está fazendo?", Ele me perguntou.
"Cheguei até aqui para orar até o fim", respondi.
"O que você quer dizer com orar até o fim?", indagou o Senhor
"Acredito que oraria até receber algum tipo de sentimento ou garantia de que essas necessidades foram atendidas. Estou a 580 km de casa. Penso que deveria saber, de alguma maneira, quando meus filhos serão curados, e nossas neces­sidades financeiras, supridas".
"A Minha Palavra não basta para você? Não está agindo como se a Minha Palavra fosse verdadeira", disse o Senhor. "Na realidade, está agindo como se Ela fosse falsa. Você pensa que, se orasse por muito tempo, e com barulho suficiente, talvez chegasse finalmente a persuadir-Me que não devo ser mentiroso e cumprir a Minha Palavra".

Confissão: "Creio em Deus e ajo como quem crê nEle!"

sábado, 14 de janeiro de 2017

Reconciliado




Deus estava [pessoalmente presente] em Cristo, reconciliando consigo o mundo e restaurando-o a Seu favor, não imputando aos homens as suas transgressões, nem contando-as contra eles [mas cancelando-as]; e nos confiou a palavra da reconciliação [da restauração]. 2 CORÍNTIOS 5.19 (AB)

"Irmão Hagin", perguntou certa mulher, "por que não fico curada? Sei que Deus prometeu que me curaria".
Compreendi o problema dela e procurei ajudá-la. "Não, senhora, Deus não prometeu que a curará, assim como não prometeu que salvará os perdidos. Em lugar algum da Palavra de Deus, está escrito: 'Deus prometeu salvá-lo'. Não, a Palavra de Deus declara que Deus já fez algo a respeito da sua salvação. Deus colocou seus pecados e suas iniqüidades sobre Jesus".
Deus já nos reconciliou com Ele por meio de Cristo. Ele nos deu o ministério da reconciliação. Devemos contar às pessoas que o Senhor estava presente em Jesus Cristo, reconciliando o mundo para ter comunhão com Ele. Deus não está imputando aos homens os seus pecados, os quais já não são considerados.
"Ora", disse alguém, "todos seremos salvos, não é verdade?" Não, as pessoas precisam aceitar a reconciliação que Deus oferece. Devemos nascer de novo, porque somos, pela pró­pria natureza, filhos do diabo!

Confissão: "Estou reconciliado com Deus por meio de Cristo. Estou restaurado a favor de Deus. Ele tem-me proporcionado o ministério da reconciliação".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Redimido da maldição

Redimido da maldição

[...] virão todas estas maldições e te alcançarão [...] Se não tiveres cui­dado de guardar todas as palavras desta lei [...] Também o SENHOR fará vir sobre ti toda enfermidade e toda praga, que não está escrita no livro desta lei [...] DEUTERONÔMIO 28.15,58,61

Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós, porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. GÁLATAS 3.13

A Bíblia declara que toda doença e enfermidade se cons­tituem maldições da Lei. No capítulo 28 de Deuteronômio, são mencionadas especificamente onze doenças como mal­dições da Lei; depois, o versículo 61 inclui todas as doenças e enfermidades como maldições da Lei.
Mas Cristo nos resgatou da maldição da Lei! Cristo não nos redimirá, pois já nos redimiu.
Pedro, relembrando o sacrifício no Calvário, disse: Pelas suas feridas fostes sarados. Não serão, mas já fostes!
Deus lembra que Ele colocou sobre Jesus não somente nossos pecados e iniqüidades, mas também as nossas doenças e enfermidades (Is 53.4,5). Jesus nos faz lembrar que Ele supor­tou, em nosso lugar, nossas doenças e enfermidades (Mt 8.17). Por isso, o Espírito Santo inspirou Pedro a escrever: Pelas suas feridas fostes sarados.

Confissão: "De conformidade com Deuteronômio 28, todas as doenças e enfermidades são maldições da Lei. Mas, de conformidade com Gálatas 3.13, Cristo me resgatou da maldição da Lei; logo, estou redimido da enfermidade!"


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Fomos Curados!



Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. 1 PEDRO 2.24

Há vários anos, uma mulher foi carregada ao culto. Havia quatro anos que não andava, e os médicos diziam que ela não andaria de novo. Sentei-me ao seu lado, e coloquei minha Bíblia aberta no colo dela.
"Irmã, leia aquele versículo em voz alta", falei.
Ela leu 1 Pedro 2.24 em voz alta. Quando ela chegou ao fim: Por suas chagas fostes sarados, perguntei-lhe: "Fostes está no tempo passado, presente ou futuro?"
Jamais me esquecerei da reação dela. "Fostes está no passado!", ela exclamou. "E se fomos sarados, então, eu fui!" Aceitou a Palavra de Deus com o entusiasmo e a simplicidade de uma criança, da maneira que todos nós devemos aceitá-La.
É assim que Deus registra na Sua Palavra. Ele não promete que nos curará, porque Ele já nos providenciou a cura há dois mil anos! A cura é algo que já temos em Cristo.
O rosto dessa mulher iluminou-se, e ela levantou as mãos, dizendo: "Louvado seja Deus! Senhor, estou tão contente por­que estou curada! Senhor, estou feliz porque voltei a andar! (E ainda não dera um passo sequer). Estou tão feliz por não estar dependente. Alegro-me por poder cuidar de mim..."
"Levante-se e ande!", falei. Com um pulo, a mulher se colocou de pé!


Confissão: "Por Suas chagas fomos sarados. Se fomos, logo estou curado. A cura é minha. Possuo-a agora!"

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Em Cristo

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo. EFÉSIOS 1.3

Desde o dia em que você nasceu até partir para a eternidade, Deus já lhe proporcionou todas as coisas em Cristo Jesus. Ele já o abençoou com o que você poderá necessitar. Na mente de Deus, as bênçãos já lhe pertencem!
As pessoas freqüentemente me perguntam como estudar a Bíblia. Embora eu tenha muitas sugestões, segue aquela que apresento em todos os lugares para onde vou. Como cristão, siga o seguinte método ao passar pelo Novo Testamento: leia primeiramente as Epístolas. (Encorajo-o a passar a maior parte do seu tempo nas Epístolas, porque são as cartas escritas a você, cristão. Estude o Antigo Testamento também, mas não fique a maior parte do seu tempo lendo-o. Dedique-se ao Novo Testamento. Por quê? Porque não estamos vivendo segundo a Antiga Aliança; vivemos na Nova Aliança). Nas Epístolas, que foram escritas à Igreja, procure e sublinhe todas as expressões como em Cristo, por Cristo, em quem, nEle etc. Anote-as e medite sobre elas. Comece a confessá-las com a sua boca. Do ponto de vista divino, tudo o que você tem em Cristo, ou é em Cristo, já é uma realidade. Deus já realizou tudo em Cristo. Mesmo assim, você precisa crer nisso e confessá-lo antes de ser rea­lidade para você.

Confissão: "Eu sou uma nova criatura em Cristo. Deus Pai já me aben­çoou com toda sorte de bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo".


segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

O culto espiritual

Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. ROMANOS 12.1

Você precisa fazer algo com o seu corpo, senão nada poderá ser feito. Você, o homem interior, tornou-se um novo homem em Cristo e recebeu a vida eterna. Quando a vida eterna — a vida e a natureza de Deus — é transmitida ao seu espírito, ela o transforma.
Você não terá problemas com o homem interior, mas com a carne. As pessoas dizem: "É preciso morrer para o velho eu". Nada disso! O velho eu morreu, e você tem um novo eu no lugar do velho. Você precisa morrer mesmo é para a carne.
A carne é o velho eu? Não. Pelo contrário, sua carne é o homem exterior: o corpo. E a mesma carne de antes de você ser salvo!
Seu corpo é a sua casa, e você — e não Deus — é o zelador da casa. Você lida com o seu corpo e deve apresentá-lo ao Senhor como sacrifício vivo, santo, agradável a Deus. Outra tradução termina esse versículo, dizendo: Que é vosso culto espiritual.


Confissão: "Agora sou nova criatura em Cristo. Mantenho firme essa confissão. E o novo homem no meu interior está sendo manifestado no exterior e através da carne. Domino o meu corpo. Apresento-o a Deus como um sacrifício vivo, santo e agradável a Ele, como o meu culto espiritual".

domingo, 8 de janeiro de 2017

Meros homens? Não!



E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. Porque ainda sois carnais, pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois, porventura, carnais e não andais segundo os homens? 1CORÍNTIOS 3.1,3

No caso da maioria dos cristãos (sinto dizê-lo), o homem interior não governa o homem exterior. Pelo contrário, o corpo domina o homem interior, e é isso que produz cristãos carnais. Uma versão desse texto diz: governados pela carne em vez de carnais. E, realmente, os cristãos carnais são governados pelo corpo.
Sois carnais e andais segundo o homem, disse Paulo aos coríntios. Em outras palavras, viviam como pessoas que não tinham nascido de novo. O versículo três aparece da seguin­te forma na Nova Versão Internacional: "Vocês ainda são mundanos. Porque visto que há ciúmes e discussões entre vocês, vocês não são mundanos? Não estão agindo como meros homens (não-transformados)?"
Não faça assim! Recuse-se a viver como mero homem não-transformado! Viva como nova criatura. Determine que o novo homem em Cristo dominará seu ser.

Confissão: "Recuso-me a viver como mero homem, mundano. Fui trans­formado. Sou nova criatura em Cristo. Crescerei no Senhor. Crescerei espiritualmente. Eu - o homem interior - dominarei o meu ser. Viverei como um homem espiritual. Irei comportar-me segundo o padrão da Palavra de Deus. Andarei no amor e na fé!"

sábado, 7 de janeiro de 2017

Homem interior x homem exterior

Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado. 1 CORÍNTIOS 9.27

Como cristão, aprenda a deixar o novo homem interior dominar o exterior. O homem exterior não é um homem novo. O corpo ainda não nasceu de novo. O corpo conti­nuará querendo fazer o que sempre fazia: errar. O corpo de Paulo queria! O grande apóstolo não teria necessidade de subjugar o seu corpo se este não estivesse querendo pecar. Não fique surpreendido, portanto, quando seu corpo desejar fazer coisas erradas.
No mundo, temos de lidar com a carne; e o diabo opera por meio dela. Pelo fato de haver provações e tentações, o diabo diz aos cristãos: "Você não está salvo! Se estivesse salvo, não desejaria fazer assim!" Satanás insinua que é você quem quer cometer o pecado, quando, na realidade, você — o homem interior, o novo homem — não deseja pecar.
Você precisa deixar um mau hábito? Vencer uma antiga tentação? Andar na vitória sobre a carne? Faça como Paulo e diga o que ele dizia: "Não deixo meu corpo reinar sobre mim". Quem é esse eu? Refere-se ao homem interior. Paulo disse: "Esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão..." A quem? Ao homem interior!

Confissão: Reduzo-me à sujeição. Não o deixo dominar-me. Eu reduzo meu corpo à sujeição ao homem interior".

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Jamais me lembrarei

Este é o concerto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seu coração e as escreverei em seus entendimentos, acrescenta: E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades. HEBREUS 10.16,17

Quando Deus olha para você, Ele não Se lembra de que você tem algum passado. Por que você deseja lembrar-se do seu passado? Pode ser um impedimento à sua fé.
Nas minhas conversas com as pessoas, muitas me dizem: "Irmão Hagin, antes de eu ser salvo, vivia de forma terrível". Em seguida, contam que não acreditam que o Senhor fará algo em favor delas, bem como curá-las ou atender suas orações, porque viveram de modo tão pecaminoso antes de serem salvas. Falta-lhes totalmente a compreensão do novo nasci­mento e da nova criatura que se tornaram.
Quando o pecador vai a Cristo, recebe a remissão dos pecados, o que significa que os pecados são apagados.
Depois que uma pessoa se torna cristã, pode receber o perdão dos pecados que cometeu: Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça (1 Jo 1.9). Quanto tempo você acha que Deus leva para perdoar-nos? Dez minutos? Dez anos? Não, Deus nos perdoa instantaneamente! De acordo com o texto bíblico, Ele nos purifica assim que chegamos a Ele.

Confissão: "Meu Pai não Se lembra dos meus pecados e iniqüidades. Nem eu me lembro deles. Fico na presença de Deus 

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Homem "novinho em folha"

Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades cres­cendo. 1 PEDRO 2.2

Quando o pecador vai a Jesus, seus pecados são remidos, apagados. Entretanto, não somente seus pecados são apagados, mas também tudo o que ele era espiritualmente aos olhos de Deus está anulado. Seus pecados cessam de existir. Ele se torna um novo homem em Cristo Jesus. Deus não vê, na vida daquela pessoa, o que havia antes do momento em que ela nasceu de novo!
No texto de hoje, Pedro está escrevendo aos cristãos nascidos de novo, que se tornaram homens novos em Cristo. A Bíblia, pois, ensina uma semelhança entre o crescimento físico e o espiritual. No mundo natural, nascemos e, então, crescemos. Da mesma forma, ninguém nasce já como um cristão plenamente crescido. Os cristãos nascem como bebês espirituais e depois crescem. Quem olha para um recém-nascido na dimensão natural, deitado no colo da mãe, vê a inocência como sua característica mais destacada. As pessoas costumam dizer: "Coisinha fofa e inocente!" Não há quem pense que aquele bebê tem um passado! Você vê, pois, o que Deus está dizendo aqui por intermédio de Pedro? Deus afirma àqueles que nasceram de novo e agora são bebês em Cristo: "Como criancinhas recém-nascidas..." Em outras palavras: "Você se tornou nova criatura: um recém-nascido! Seu passado já se foi! Não tenho mais coisa alguma contra você!"

Confissão: "Sou uma criatura 'novinha em folha'. Sou um homem total­mente novo. Foi apagado tudo o que eu era antes de nascer na família de Deus. Sou filho de Deus, bebê dEle, totalmente dEle".



Kenneth E. Hagin

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Diga que você é novo

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim. GÁLATAS 2.20

Fui curado em uma terça-feira. No sábado, fui a pé para a cidade e encontrei um amigo. Tínhamos sido muito amigos. No entanto, durante os 16 meses do meu confinamento à cama, ele me visitara uma só vez.
Ele era a mesma velha criatura, mas eu me tornara uma nova criatura. Ele ria a respeito das coisas que fazíamos antes. Indicou um prédio mais adiante na rua, dizendo: "Você se lembra da noite em que..." e começou a falar a respeito da ocasião em que eu forçara a fechadura da porta para alguns meninos entrarem e apanharem doces. Fiquei sentado com olhar de esfinge, como se não soubesse daquilo (lembrava-me sim, mas queria aproveitar a oportunidade para dar-lhe um testemunho).
"O que há com você? Você se faz de esquecido; você era o chefe da turma", disse ele finalmente.
"Canhotinho, o rapaz que estava com você naquela noite já morreu".
"Você não morreu! Sei que quase morreu, mas não está morto! E você mesmo quem está sentado aí!"
"Oh", respondi, "você está vendo apenas a casa onde moro: meu corpo! O homem interior, que deu licença para que o corpo arrombasse aquela fechadura, já se foi. Esse homem agora é uma nova criatura em Cristo Jesus".

Confissão: "Sou uma nova criatura em Cristo Jesus. Apego-me com firmeza à confissão de que sou nova criatura".

Kenneth E. Hagin

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Saiba que você é novo

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 2 CORÍNTIOS 5.17

Este texto bíblico é um dos meus prediletos. Agarrei-me a ele quando ainda era adolescente confinado à cama. Quando saí curado da cama, falei para todos que via na minha frente: "Sou uma nova criatura!"
Medite neste versículo hoje, pois, se não compreender a verdade do novo nascimento, sua fé será estorvada, e você será impedido de receber as bênçãos que Deus quer que você possua.
Veja bem: a natureza espiritual do homem é uma natureza caída - uma natureza satânica. O homem obteve de Satanás a natureza satânica quando Adão pecou. Não há quem possa mudar a natureza humana, mas Deus pode!
Quando você nasceu de novo, algo aconteceu em seu interior instantaneamente! A velha natureza satânica saiu, e a vida e natureza de Deus entraram em você! Deus o fez criatura "novinha em folha" - uma nova criatura. O homem interior - o verdadeiro eu, que é um homem espiritual - já se tornou um novo homem em Cristo.
Não olhe para si sob o ponto de vista físico, exterior e natural. Olhe-se do ponto de vista espiritual. Veja a si mesmo como nova criatura em Cristo. E assim que Deus o vê!

Confissão: "Sou uma nova criatura. As coisas velhas dentro de mim já se foram. Todas as coisas se tornaram novas. Tenho uma vida nova, uma nova natureza e a vida de Deus!"


segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

A FÉ SEGUE A LUZ


Salmos 119.130 A Exposição das Tuas Palavras ilumina e dá entendimento aos inexperientes!

A exposição das Tuas Palavras dá Luz (...) Samo 119.130

Quando eu (K.E.H) era adolescente, fiquei confinado à cama. Segundo a medicina, eu morreria.
Ora durante toda a minha vida, tinha ouvido a pregação sobre o novo nascimento. Sabia qual era a vontade de Deus a respeito da salvação. Quando me aproximei do Senhor enquanto eu estava acamado, não tive dúvida de que Ele me atenderia.
Nesse aspecto não me faltava entendimento. Logo, não hesitei nem tive incredulidade no tocante à Salvação. Recebi a Salvação e sabia que era Salvo. No entanto, ainda estava confinado à cama! Certamente, faltava-me entendimento da Palavra de Deus com relação à cura divina, oração e fé.
Acredito que o máximo que já ouvira da parte dos pregadores foi: "É só deixar nas mãos do Senhor, Ele sabe o melhor". (Sim, mas Deus, na Sua Palavra, ofereceu-nos condições para termos o melhor dEle!)
Finalmente, depois de estudar muito a Bíblia, percebi exatamente quais passos precisava dar na oração e vi exatamente como liberar minha fé.
Se eu tivesse sabido tais coisas, poderia ter saído daquela cama muitos meses antes.
Deus não tinha um "!tempo determinado" para curar-me. Não! Ele é o mesmo todos os dias!
Não havia problema em Deus, nem em Sua disposição de curar-me; o problema estava em mim.
Tão logo descobri o que a Palavra de Deus ensinava a respeito da cura, obedeci e obtive os resultados! Quando vem a luz, a fé está presente!
Confissão:
"Descobrirei o que a Palavra de Deus diz, agirei à altura e conseguirei resultados. Deixarei a Palavra de Deus revelar-Se ao meu espírito. Virá o esclarecimento, a luz e a fé se seguirá".

domingo, 1 de janeiro de 2017

SOLUÇÃO: CRESCEREI

1Tm 6:12 Combate a boa batalha da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual foste convocado, tendo já realizado boa confissão diante de muitas testemunhas.
Milita a boa milícia da fé [...] 1 TIMÓTEO 6.12
O único combate que o cristão é convocado a travar é o combate da fé.
Se você está envolvido em qualquer outro tipo de luta, você está na briga errada! Não há necessidade de brigar com o diabo - Jesus já o derrotou! Não há necessidade de combater o pecado - Jesus é a cura para o pecado. Há, porém, um combate de fé (pois há inimigos e impedimentos que lutam contra a fé).
O maior inimigo da fé é a falta de compreensão da Palavra. Na realidade, todos os impedimentos contra a fé estão centralizados na falta de conhecimento real da Palavra de Deus.
Por outro lado, nossa fé crescerá automaticamente à medida que crescer nosso entendimento da Palavra de Deus (Rm 10.17) Rm 10:17 Como conseqüência, a fé vem pelo ouvir as boas novas, e as boas novas vêm pela Palavra de Cristo. Se nossa fé não está crescendo, é porque nosso conhecimento da Palavra do Senhor não está cres­cendo. Não há crescimento nem progresso espiritual sem aumento da fé.
A melhor resolução que pode tomar neste dia do ano novo é que, durante o ano que se inicia, você fará crescer o seu conhecimento da Palavra de Deus. Dedique-se, pois, ao estudo da Palavra! Automaticamente, a sua fé crescerá. Logo, você crescerá e progredirá espiritualmente.

Confissão: "No ano que se inicia, minha fé crescerá. Minha resolução é que meu conhecimento da Palavra de Deus crescerá. Minha compreensão da Palavra de Deus crescerá. A fé, portanto, virá. A minha fé crescerá. Durante este ano, crescerei e progredirei espiritualmente!"